sábado, março 17, 2007

Bela e pura, pálida como a Lua
Sentes às costas um fardo
Um triste Fado que se cumpre
Nada te resta senão sonhar
Com um novo dia
Que irá chegar

Em que poderás amar
Ser feliz e os sonhos concretizar
Mas por agora suportas a dor
E desconfias do amor
Embora saibas que esse tempo está a acabar
Que a profecia se vai em realidade tornar

E as lágrimas irão parar de brotar
Vais sorrir e livremente voar
Deixarás de desesperar
Assim vais finalmente gritar
Para todo o mundo te escutar

Que estás viva e podes amar!




Bloody kisses***Ari

2 comentários:

Joana disse...

Muito belo! =)

Samodiva Anheel Brujah disse...

gostei :)

********gmmmmmmmmmmmmmmdt