quarta-feira, março 14, 2007

Consciência

Sentia-se chateada com a vida. Ninguém a compreendia, sentia-se uma estranha rodeada de amigos.
Sem mais nada para fazer acendeu um cigarro. "Faz-te tão mal" dizia-lhe a consciência mas mais uma vez não a ouviu.
Nunca a ouvia. Para quê? Embora fosse uma vozinha chata! Persistente! Teimosa! "Não faças isto.. Não faças aquilo" Que irritante!
E por mais que a tentasse calar não conseguia. Por mais que gritasse não a abafava.
Sabia que a devia ouvir mas ela nunca lhe dizia a verdade.. Ou a verdade que ela queria escutar. Assim, fumava mais um cigarro...
Pensando na vida, tentando ignorar aquela voz que só ela ouvia...

Porque a consciência é o melhor livro de moral... O livro que ninguém lê...



Bloody kisses***Ari

1 comentário:

Joana disse...

Essa sou eu! Lol! sempre a fumar! Gostei bastante! Bahh, consciência? Para quê? Quando se tem só 20 anos, nem sempre tem de se "ler" a consciencia!! Pois temos é que aproveitar! A vida é só uma. e se acabar por falta de consciencia, é pk foi intensa. ou nao. ai sei lá mulher. temas complikados. lol. nao ligues, tou parva!!

Bjokas!

Resumindo, gostei, fizeste -me pensar! e só por isso, vou agora fumar um cigarrinho!!! =)