sábado, março 10, 2007


Triste é a solidão que consome meu ser, que não me deixa partir deste lugar.
Espero por ti mas tardas em chegar, desespero olhando o que comigo deixaste... As rosas do nosso amor.
Tanta é a saudade que consome meu ser, tenho até medo de desfalecer... Cair no mar gelado e morrer... E nunca mais te tornar a ver...
Peço à Lua que me proteja enquanto não chegas e às rosas que não em deixem chorar...
Só te quero aqui comigo, para este medo se ir... Poder em teus braços dormir e finalmente te amar... Para toda a eternidade... Aqui...



"Não te amo, quero-te" (Almeida Garrett)

Bloody kisses***Ari

2 comentários:

Dea disse...

Simpático... :3
Nós o ano passado dissemos esse verso do Garrett... Quer dizer, não só esse verso, claro, todo o poema...^^'
Gmmmmmmmmmmmmmmmmmdt**

Joana disse...

Muito belo, carregado de sentimento!!!!! =)