domingo, abril 01, 2007

Em teus braços

Preciso de mais um carinho, só mais um abraço antes da derradeira despedida...
"Por favor fica mais um pouco" peço-te colando o meu corpo ao teu... Porque nunca ouves meu chamado e partes mais uma vez? Deixando-me entregue à minha solidão, a triste saudade que por vezes é o único sentimento que nutro?
Será assim tanto pedir para ficares? Não me deixares?
Eu só quero sentir teu corpo junto ao meu, a tua respiração no meu cabelo, ouvir o teu coração enquanto a minha cabeça repousa no teu peito...
Mas não... Tens que ir... Faz-se tarde e tens que me deixar... Para eu desesperar nesta longa espera...
"Quando voltas?" claro que não sabes... Nunca sabes... Nem eu sei... Tenho medo que um dia vás... E não voltes... E eu fique eternamente sozinha esperando-te sem tornares a chegar...
Mas é assim o nosso amor... Uma espera sem fim para um momento de prazer e paixão... Amor... Digo eu... Mas será? Valerá a pena continuar a esperar por ti?
Eu sei que sim, porque no fundo do teu coração que eu escuto, ouço o amor que sentes por mim e não admites... Espero que um dia o faças e que um dia não me deixes mais, que eu possa ficar nos teus braços...
Para sempre...





"O Timon foi à caça de metáforas"
(Rei Leão 3: HAkuna Matata)


Bloody kisses***Ari

(a foto de hoje é um quadro intitulado: Bonis Mores (bons costumes) da pintora Manuela Araújo, uma amiga dos meus pais, e como adoro o trabalho dela decidi por algumas fotos de alguns quadros dela, espero que gostem)

4 comentários:

Joana disse...

Vale sempre a pena esperar, quando o amor é verdadeiro.
Gosto do texto, embora mostre muita angústia,.Ggostei.
Gostei do quadro, acho que fazes bem em divulgar os trabalhos ^^

******

Whiteangel disse...

O texto ta beliximo...

Sei o k é...

Tb eu espero...

Kiss pimita

Adrt*

Samodiva Anheel Brujah disse...

Gostei de ambas as coisas, tnto poema como texto... vale sempre apena esperar, mesmo que seja duro...muito duro dizer por momentos o adeus...


ti ami***

Rosário disse...

Às vezes a espera é quase insuportável...mas no fim deve compensar...espero.
Está bonito e o quadro também, faz-me lembrar um livro da Anne Rice (não sei bem porquê).

=)