sábado, maio 12, 2007

Para se amar


Minha pele branca, meu mundo negro
Dois opostos que se unem para se amar
Desejos escondidos
Jamais revelados
Podem agora ao mundo se mostrar

Branco e Negro
Frio e Quente
Juntos numa explosão
De paixão e desejo
De prazer carnal
De sucumbição ao pecado mortal

Luz e Escuridão
Longe e Perto
A união
De todo o tormento
Numa dança louca
De suspiros
E gemidos
E o suave culminar

Minha pele tão branca
Meu mundo tão negro
Dois opostos que se uniram para se amar



Bloody kisses***Ari

Text and pic by me

3 comentários:

Samodiva Anheel Brujah disse...

so sei k este poema ta fenomenal *.*

******foto winda

Lunar disse...

Wow, adorei o toque sensual!
Muito bom mesmo!
E gostei imenso da foto, a manipulação ficou muito boa =)****

Panta's disse...

Eu que tenho a mania de ler poemas em voz alta... até me falhou a voz... Muito Bom!