domingo, junho 03, 2007

Nada


Toquei o nada
E senti-te
Mas como se no nada
Nada existe?

Podia descrever-te ao pormenor
Pois é como se a minha mão
Em ti tivesse pousado
No nada do meu coração

Tão suave e leve
Doce e quente
Olhando o nada
Ainda te sinto

Estranha sensação esta
Que percorre meu tacto
Toco nada e nada sinto
Mas no nada te sinto

Bloody kisses***Ari

text and pic by me

2 comentários:

Samodiva Anheel Brujah disse...

eu gostei deste poema, não sei, é simples mas diz mt...

*****

Lunar disse...

Tambem gostei imenso do poema ^^
A foto esta muito bonita, a dorei a manipulação que lhe deste!!****