quinta-feira, setembro 06, 2007

Adeus


Olá...
Desculpa só agora te vir ver, mas a tua partida repentina deixou-me em tal decadência que sinceramente nem sei como estou aqui hoje...
Gostava de te perguntar porque te foste, sem ao menos me deixares dizer adeus.
Gostava de te perguntar se ainda me amas e se todas as juras que me disseste se mantêm de pé.
Gostava de te perguntar onde estás agoras, se estás num sítio melhor que este.
Mas hoje não te venho massacrar com as minhas perguntas compulsivas.
Hoje venho aqui fazer o que mais gostavas de me ver fazer... Venho tocar para ti a melodia que dizia tudo sobre nós...
Fecha os olhos para não veres as minhas lágrimas, e perdooa-me... Oh por favor perdooa-me não me ter despedido de ti no dia em que partiste...
Agora escuta, uma última vez a nossa música, espero que depois descanses em paz...
Mais nada tenho a fazer aqui, acabaram-se as perguntas, acabaram-se as palavras... Tu levaste tudo menos o meu adeus... Levaste tudo menos o meu amo-te... Levaste até a minha alma, deixas-te só este corpo sem razões para viver abandonado neste mundo que já nada me diz...
Já não tenho forças para tocar nem para chorar...
Resta-me dizer-te... Amo-te...
E... Adeus...
Adeus amor...
Espero um dia voltar a estar ao teu lado para recuperar tudo o que levaste contigo nesse dia em que não me pude despedir de ti...


text by me
***Ari

2 comentários:

Lunar disse...

Esta trsitemente belo este texto!
Muito profundo! Belo trabalho!
Adorei essa iamgem****

Samodiva Anheel Brujah disse...

eu chorei a ler isto *shy*
esta mesmo...nem tenho palavras!
adorei!

amoti***