segunda-feira, janeiro 08, 2007

Amor Eterno

"Perdera-o.
Ali estava a prova de que a imortalidade não existia, pois acabara de o perder. O seu bem mais precioso, o seu coração, a sua alma, partira. Dissera-lhe o corvo que agora sempre a acompanhava. Contara-lhe que agora estava sozinha, pedira-lhe que fosse forte...
Vestira-se de luto e visitara a sua campa, ali jazia seu corpo. Chorou... Unicamente ali... Depois pegou na espada dele, e jurou vingar a sua morte. Quem lho roubou iria arrepender-se amargamente. Jamais havia sentido ódio mas naquele momento era o que lhe corria no sangue, que alimentava seu corpo. "
Dela nunca mais se ouviu falar, cumpriu sua jura pois todos os outros morreram, mas depois disso só o corvo se via, sempre sozinho. Alguns dizem que se escondeu, poucos que em sombra se tornou... E eu? Eu acho que ela partiu, para perto dele, porque aquele amor é eterno, nem a Morte é capaz de os separar...

Bloody kisses***Ari

4 comentários:

Velvet Tears disse...

Ficou lindo esse texto...
Tomara que esse amor aí retratado no texto pudesse existir, sem ser substituido pelo sinismo tão consatante de hoje em dia...

Parabens pelo texto.

Velvet Kisses

Joana disse...

Ficou muito bonito.Gostei bastante =)

Whiteangel disse...

Mais um beliximo texto...

Adorei!

Kiss

Dea disse...

Ficou muito bom, é verdade!!! ^-^
Gmmmmmmmmmmmmmmmmdt**