domingo, janeiro 28, 2007


"Amor é um fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.
É um não querer mais que bem querer;
É um andar solitário entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É um cuidar que ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade."


Luís de Camões


Amu-te muito! És tudo para mim!!

Bloody kisses***Ari

3 comentários:

Joana disse...

^^ Tão romântico!!!***

Felicidades para voces ****

Dea disse...

São os meus paaaaaaaaaaaaaais! ^-^
Gmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm dos dois!!**

Despenteada disse...

Que lindo! ve-se bem que o Luís de Camoes, esse genio que o Portugal doente deixou morrer pelas ruas como desgraçado, nao escreveu o poema em vão!
Felicidds***