sábado, janeiro 20, 2007

Anjo de Pedra

Choro minhas mágoas
Acompanhada do meu anjo
Só ele sabe o quanto sofro
No silêncio da noite

Mais ninguém conhece meu sofrimento
Só meu anjo de pedra
Conhece meu tormento
Todas as noites, como uma regra

Ele chora minhas lágrimas
Sente a minha dor
Partilha a tristeza
Com o mesmo ardor

Companhia de noites e dias
Anjo de pedra que nunca me abandona
Nunca conheceu a alegria
Sempre fiel à sua dona

Bloody kisses***Ari

1 comentário:

Joana disse...

é bom ter um anjo de pedra, mesmo sendo de pedra, essa jamais nos abandonará!
Gostei do poema!

Mas pareces tristinha =(
Espero que esteja tudo bem ***