sexta-feira, janeiro 12, 2007

Sem cor

Terra sem cor
Onde descanso e habito
Lugar cheio de dor
Como culpado de um rito

Tudo aqui quer morrer
E obrigar os outros também
A cor teima em desaparecer
Mas eu não quero partir para o Além

Repouso fechando os olhos a tudo isto
Pois sem cor está minha alma
Embora de cor me visto
Meu coração chora sem calma

Bloody kisses***Ari

3 comentários:

Joana disse...

Esta muito bonito este poema!
Amei a imagem, e lindissima =)

Dea disse...

A imagem é mesmo linda... *-*
E o poema também está óptimo!
Gmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmdt**

Samodiva Anheel Brujah disse...

Bem de volta ao blog... gostei muito deste poema, e a imagem tb é mt bonita...

*********gmmmmmmmmmmmmmmmmmdt...