domingo, março 25, 2007

Luz da Esperança

É negro o mar da vida
Tal como é negro o céu que nos cobre
Negridão tão escura e fria
Que nos gela o coração

Horas negras
Momentos obscuros
Sentimentos odiosos
Vidas que perduram

Mas em tanta negridão
Existe uma luz
Para aqueles que a procuram
Ou os que a querem encontrar

Basta abrir o coração
Ouvir com atenção
Ela aparecerá
E das trevás vos salvará

A Luz da Esperança
Que ilumina as almas puras



Bloody kisses***Ari

2 comentários:

Samodiva Anheel Brujah disse...

oh ta tao bonito

e tao verdade, e preciso se kerer para se ver... demorei mas percebi, e o teu poema reflecte-o bem

gmmmmmmmmmmmmmmmmmmmdt***

Joana disse...

Gosto do final!
E tens razao no que dizes.Apesar de toda a escuridão, existe sempre uma luz, embora por veezes nao a vejamos, ou nao queiramos ver.

Bjinho`****

A imagem é muito bonita!***