sábado, abril 14, 2007

Perto do abismo
Preparando-se para saltar
Para o grande vazio
Para o sofrimento acabar

Mais dois passos e cai
Na imensa escuridão
De lá nunca mais sai
vive na eterna solidão

Mas uma duvida aparece
E pensa em recuar
Mas o tempo esmurece
E sente alguém a empurrar

Agora é demasiado tarde
Tem mesmo que se atirar
Terminar de vez com a dor
E no abismo para sempre ficar


Amar é fazer um pacto com a dor.


Bloody kisses***Ari

1 comentário:

Joana disse...

Muito bom este! Gostei imenso!
A imagem é perfeita para o poema! Boa escolha!****