sábado, abril 14, 2007

Sou eu


Sinto-me vazia e perdida..
Uma alma errante esquecida na escuridão..
Que chora incessante na eterna solidão...
Que caiu derrotada
Na batalha da vida
Que se sente morta
Sem pingo de esperança...

Sou eu...
Este ser decadente
Que caiu em desgraça
Que deseja morrer
Aqui, perdida e vazia
Sozinha e esquecida
Ser envolvida pela escuridão
Pela negridão

Sou eu...
Alma perdida
Corpo morto e mutilado
Chorando a vida não vivida
O ser nunca amado

Sou eu...
A eterna desgraça de mim
O eterno fim de nenhum começo
A eterna imensidão da solidão
Da dor e sofrimento
Do tormento
Da mágoa

Sou eu...

3 comentários:

Joana disse...

Gostei muito do poema, mas demonstra muita tristeza =(
A imagem é muito bonita. Boa escolha ***

Samodiva Anheel Brujah disse...

es mesmo tu?

o poema ta lindo, e a image tb ^^

Selene VonMortysen disse...

O poema está muito bonito mas tu és muito mais que iso e tu sabes muito bm que sim!

Dark kisses...