terça-feira, maio 08, 2007

Águas Geladas

Águas geladas
Que me cortam o coração
Parecem facadas
Sendo cravadas na minha mão

Silêncio profundo
Quietude de morte
Sinto-me ir ao fundo
Acabou-se a sorte

Sei que vou morrer
Ao limite descer
Nas águas sofrer
E depois desfalecer

Nestas águas geladas
Que me puxam para si
Minhas mágoas quebradas
Meu derradeiro fim



Bloody kisses***Ari

2 comentários:

Lunar disse...

Adorei!
Muito bem escrito! Mesmo!
A imagem é lindissima, boa escolha ****

Samodiva Anheel Brujah disse...

Bem este poema está bonito.. mas enfim, a imagem mt bem escolhida e bonita :)

gmmmmdt**