segunda-feira, janeiro 22, 2007

A ti

A ti
Te ofereço o fruto do pecado
Nada mais te dou
Do que esta maçã

Engana-te com o seu aspecto vivo
No seu interior encontrarás a morte
Nada mais que o frio do fim
Da vida que acabaste de perder

A ti
Te entrego a loucura e o desfecho
Dessa existência ignorante
Neste mundo de escuridão

Engana-te com o seu doce sabor
Suculenta maldição
Que te arrasta para o abismo
Te enterra na solidão

A ti
Que já envenenei
Que já amei
Que já matei

Bloody kisses***Ari

3 comentários:

Joana disse...

Gostei do poema!
E adoro essa foto! Está muito boa mesmo! Já conhecia!

***

Samodiva Anheel Brujah disse...

A foto ta mt boa mesmo, mas o poema tá melhor, apesar de lembrar a branca de neve e eu não gostar...lool

gmmmmdt*****

Dea disse...

Eu gostei dos dois elementos... ^-^
Gmmmmmmmmmmmmmdt**