quinta-feira, agosto 23, 2007

Jogo de Sofrimento

E as últimas gotas tombaram
O sangue espalhou-se por entre as peças
O jogo de sofrimento por mim criado
Que me tirou a vida

Cada jogada
Era um punhal que me feria mais e mais
E meu sangue derramava
Todos os movimentos eram falsos
Nada conseguia fazer
Só podia ver meu sangue a cair
A vida do meu corpo a fugir

Quis desistir, ela não deixou
A grande adversária
A única que em toda a existência me derrotou
No jogo de sofrimento por mim criado
Que me levou a um destino malfadado
Que me obrigou a cair na minha própria armadilha
E a ver meu sangue pelo tabuleiro espalhado

Só a Morte foi capaz de me ganhar
Usando as minhas jogadas
Provocando todas as facadas
Só ela foi capaz de me vencer
Neste jogo de sofrimento por mim criado


text by me
***Ari

3 comentários:

Magykeiser disse...

Adoro essa foto =P

Lunar disse...

Gosto imenso da foto!
Mas o poema não lhe fica nada a taras, gostei imenso! Muito poderoso!
Bom post ^^ ******

Samodiva Anheel Brujah disse...

A foto deixou-me mesmo embasbacada *.*

mas e cm diz a joana o poema num fica atras ^^

amotiiiiiiiiiii***